sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Novas medicações para pacientes do Espectro Autista

Em homenagem ao nosso tão esperado dia 02 de abril, estarei comentando hoje algo que muitos esperam e me perguntam sempre. Existem novas medicações em pesquisa para os pacientes do Espectro Autista? Sei que vemos muitos comentários em redes sociais e na internet, mas devemos nos ater ao que vem sendo estudado em pesquisa. Pessoal, tem algumas boas novidades por vir em dois anos. São substâncias que, diferente das que usamos atualmente, são estudadas especificamente para os Transtornos ligados ao Autismo e vêm sendo pesquisadas há alguns anos. A maioria está em fase 2 e 3 de pesquisa – lembrando que, para chegarem no mercado, precisam completar 5 fases, sendo as últimas em humanos. Para quem quiser se aprofundar e pesquisar a respeito aí vai:
CM-AT – Terapia de reposição de enzimas digestivas – Laboratório Curemark;
Everolimus – Inibidor de (mTOR) – Laboratório Erasmus Medical Center;
Mavoglurant (AFQ056) – Inibidor do receptor de glutamato 5 – Novartis;
STX107 – Antagonista de receptor de glutamato 5 –– Seaside Therapeutics;
R04917523 – Antagonista de receptor de glutamato 5– Roche;
Arbaclofen (STX209) – Antagonista de receptor GABA-B – Seaside Therapeutics;
Memantina – Antagonista de receptor de NMDA – Forest Laboratorie;
RG7314 – Antagonista de receptor de vasopressina 1A – Roche;
NNZ-2566 – Análogo de Glicopromato com efeitos neuro protetores e anti-inflamatórios – Neuren Pharmaceuticals;
Fator de crescimento de Insulina – like – Estimulador de maturação sináptica – Boston Children’s Hospital;
Vamos torcer para chegarem logo.

Grande abraço,
Dr. Caio Abujadi

Nenhum comentário:

Postar um comentário